Warning: A non-numeric value encountered in /home/allen/www/wp-content/themes/Divi/functions.php on line 5837

Com orçamento anual que gira em torno de R$ 33 bilhões e com população de mais de 9 milhões de habitantes para atender, o governo de Pernambuco sentiu a necessidade de ter em mãos, de formar rápida e segura, informações estratégicas necessárias para a tomada de decisão.

Para tal, a equipe técnica da Assessoria Especial ao Governador (Aesp), em parceria com a Agência Estadual de Tecnologia da Informação (ATI) e a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), desenvolveu a Estação Digital, aplicação que reúne as informações relevantes de todas as secretarias, como a Secretaria da Fazenda (Sefaz), responsável pelo sistema de arrecadação e execução dos gastos públicos, a Secretaria da Controladoria Geral do Estado (SCGE), com indicadores de controle, e a Secretaria de Planejamento e Gestão, a quem compete administrar o modelo integrado de gestão.

“Tínhamos um problema de alinhamento entre os órgãos. Algumas secretarias não conheciam informações a respeito das outras, mesmo que trabalhassem juntas em algumas ações. A Estação Digital veio com o intuito de concentrar e compartilhar essas informações. Outra questão importante resolvida foi a tempestividade. Muitos dados estavam desestruturados, o que culminava em grande esforço para compilação e entrega ao gabinete do governador. Por meio da solução desenvolvida, pactuamos novos fluxos de informações mais efetivos junto aos órgãos e trabalhamos para garantir que a versão mais atualizada dos dados esteja sempre disponível online”, afirma Márcio Marques, gerente de Informações Estratégicas da Assessoria Especial do Governo de Pernambuco.

A solução, que tem como objetivo proporcionar agilidade nas decisões, uma vez que as informações já estão disponíveis e podem ser acessadas com mais facilidade de interação, utiliza diversos recursos de usabilidade da tecnologia da Qlik, fornecedora de soluções de análise visual de dados e de business intelligence (BI).

Sandra Lubambo, gerente geral de Informações e Governança da Assessoria Especial, afirma que a implantação do projeto trouxe um grande desafio. “Para que se tenha uma ferramenta ideal de apoio à decisão, precisamos que todos os dados estejam integrados e atualizados. Esse é o desafio: mobilizar os órgãos para obtenção das informações, que são a matéria-prima da Estação Digital”.

Ela explica que todo o orçamento previsto para o Estado demanda decisões, como quais setores priorizar no orçamento ou o redirecionamento de recursos para outras ações que beneficiam mais a população. Sendo assim, o dia a dia dos gestores é pautado na tomada de decisões que envolvem aspectos econômicos, políticos e administrativos. “E a Estação Digital permite ter uma visão panorâmica do Estado, o que resulta em ações que beneficiam diretamente toda a população”, diz.

De acordo com Gilberto Costa, diretor de Inovação e Gestão do Conhecimento da Toccato, maior distribuidora Qlik no Brasil e responsável pelo apoio ao projeto, a solução beneficia diretamente o gabinete do governador, o secretariado e suas assessorias diretas. “Em reuniões quando ele precisa tomar alguma decisão, agora ele tem acesso fácil a todas as informações de todas as secretarias reunidas em um só local, de forma rápida e ágil. Com essa aplicação, não é preciso garimpar informações, o que diminui o tempo de análise e tomada de decisão”, explica.

O intuito do governo de Pernambuco é que a ferramenta seja utilizada por todas as secretarias para facilitar os negócios internos, estimulando os gestores a contribuírem e a utilizarem essa tecnologia. “A ideia é suprir essa gestão de informações sobre arrecadação do Estado, despesas, folha de pagamento, imprensa e dar uma visão geral”, diz o executivo.

Fonte: ComputerWorld

Siga-nos nas Redes Sociais

Entre em contato conosco